19 de jan de 2013

Bite Me XI - Beautiful Girl

"Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes."
— Albert Einstein.



Episódio 11 - Beautiful Girl | 13:40 AM - Luisiana - EUA | Road

Justin's POV

Katherine está dormindo profundamente, enquanto eu apenas observo o sol da tarde subir no horizonte. Porque isso tinha que acontecer, eu me pergunto todos os dias mas nunca sou respondido! Minha vida virou um completo inferno depois que ela chegou, mas sinceramente, se pudesse mudar o passado, eu não o faria. Preferiria ainda estar aqui e sofrer por um amor não correspondido do que ter sido morto por uma causa besta.
(clique em leia mais para ler o resto da história)

— Quer que eu dê um jeito nela? — Uma voz desconhecida ecoou nos meus ouvidos, olhei para o lado e encontrei uma pessoa que não esperava ver tão cedo.
— O que você está fazendo aqui? Vá embora ou eu vou te matar agora mesmo! — Falei pegando a faca que estava na minha calça. 
— Cara, não desperdice tempo tentando me matar, você só vai sair ferido. — Abaixei a faca, mas mantive uma certa distância. — Quer que eu suma com a Katherine? Eu posso levá-la para um clã de vampiros e você nunca mais vai ver ela.  
— Como assim? Você andou ouvindo meus pensamentos? Some daqui, me deixa em paz! Eu te garanto que ela nunca iria ir com você. — Disse na verdade sem ter certeza se isso aconteceria, não sei nada sobre ela e não a conheço, como poderia adivinhar ... O cara que estava na minha frente agora já tinha sumido pelos ares, isso é tão estranho. Resolvo ir novamente para dentro do supermercado abandonado, a maioria das pessoas está dormindo e descansando, mas Christian e Alison ainda estavam acordados. Andei até onde Kath estava e me deparei com uma figura pálida, com um ar diferente. Parecia que havia evoluído, com certeza. Seu corpo já não tinha mais as formas que foi-lhe desenhadas, suas feições não eram de paz e tranquilidade, mas sim de melancolia e solidão.
Ouvi ruídos, me viro e seus olhos estão abertos. Exitei em chegar perto, a mesma se levantou e observou a si mesma e em seguida encarando-me.
— Katherine? Está tudo bem? — Dei um passo a frente.
— Melhor do que nunca estive. E-eu, preciso ... — Ela parecia farejar algo, logo seu corpo se deslocou para longe, o grito de um veado foi ouvido e tudo ficou quieto. Quando me volto novamente para a porta, ela aparece limpando a boca que estava manchada pelo sangue inocente do animal.
— Isso é ... como você pode? Você já não é a mesma pessoa Kath! — Falava Alison dando as costas para ela.
— Eu preciso falar uma coisa. Muito importante. — Ela entrou e se sentou em cima da mesa na qual estava deitada à alguns minutos. — Justin, me desculpa, mas eu não posso ficar aqui, sentir o cheiro do sangue e fingir que está tudo bem, a minha vontade é atacar todos.
— Katherine, você vai ir embora? — Eu não posso acreditar. Não mesmo.
— É o certo a se fazer, não é uma decisão fácil, mas é preciso.
— Está bem, nós sabemos nos virar, estávamos bem quando nem sabia da sua existência e vamos ficar também agora que você vai ir. — Falou Christian já irritado.
— Eu estou fazendo isso para o bem de vocês, e pelo meu. Não aguentaria viver ao seu lado sem querer chupar todo o seu sangue. — Ela deu uma pequena risada. Sorri ao ver seu sorriso, mas o desfiz assim que percebi que ele estava na porta. — Jake, saia daqui. — Ela pareceu ficar nervosa.
— O que foi princesa? Só estou dando uma visitinha. — Vi a raiva se formar em seu rosto, o que me fez ficar mais confuso. — Eu tenho uma proposta para vocês. Eu levo a Katherine para um lugar seguro, onde ela não vai ser morta, e eu ajudo vocês a chegarem ao Brasil mais rápido.
— O que você está tramando, Jake? — Suas presas aparecem e seus olhos estavam vermelhos. 
— Calma, gatinha. Eu só queria retribuir o favor. — Jake piscou e começou a andar para dentro do supermercado abandonado. — Topam?
— Desde que, nós possamos manter contato com a Kath. — Alison apareceu e chegou perto dele, sem medo. — Ela continua sendo nossa amiga. — Ela andou até Katherine e pegou na sua mão sorrindo para ela em seguida. O intruso assentiu e logo começou a explicar um certo plano para sairmos do pais...


Katherine's POV

Agora, me sinto mais viva do que nunca. Apesar do sangue já não correr pelas minhas veias, sinto como se acabasse de nascer novamente. Me olho pelo espelho do carro e vejo outra pessoa, cabelos mais escuros, boca mais grossa, olhos mais claros ... seria essa a maldição pela qual eu desejei que não caísse? Jake está ao meu lado, enquanto Justin dirige o carro acompanhado de Christian. 

...

Quando chegamos ao tal lugar, senti cheiro forte que emanava do corpo de alguns vampiros, ótimo saber disso. Um perfume adocicado surgiu no meio de tudo, uma linda garota loira e sorriso marcante estava em pé ao lado de alguém que eu já conhecia, Angélique.
— Olha o que eu achei perdida na floresta! — Falou ela empurrando a garota para Jake. — Pode pegar para você, já fiz meu lanche da tarde. — Ela pigarreou levemente e limpou o canto da boca manchado pelo líquido vermelho de alguém.
— Não, eu prefiro que ela fique com os abandonados. — Ele a colocou do lado de Justin, em seguida estavam conversando, o que eu achei estranho, já que ela tinha chegado neste momento. Jake nos levou para um lugar escuro, ligou as luzes revelando um belo avião. 
— É assim que vocês vão para o Brasil, existem campos onde vocês podem pousar durante a noite. Acho que algumas pessoas vão ter que ficar. — Angélique falou sorrindo maliciosamente, ao ver que o avião era pequeno demais para todos. A noite já se espalhava pelo céu lá fora e alguns uivos eram ouvidos, possivelmente lobos ... ou lobisomens. Estavam todos se organizando, pessoas decidindo se iam ficar ou não, outros desistindo de viver e alguns fugindo escondidos. A tal menina estava conversando com Alison e Justin, rindo junto e fazendo palhaçadas. Eu perdi meu posto de amiga, é. 
Senti as mãos frias de Jake me tocarem por trás, logo seus lábios tocaram os meus e entraram em perfeita sincronia, entrelacei minhas mãos em seu pescoço e o mesmo fez em minha cintura. Nos soltamos, mesmo que o ar não exista mais, seria estranho nos beijar mais do que 5 minutos. Ele saiu e me deixou sozinha, não por muito tempo, a loira misteriosa veio ao meu encontro.
— Olá! Meu nome é Anastácia, me chame de ... Ana! — Ela soltou um gritinho histérico e riu em seguida.
— Legal, eu sou Katherine. — Dei um sorriso de lado e a cumprimentei. — Você não tem medo de mim?
— Eu tenho! Mas uma hora ou outra eu teria que falar com você, né? — Ela deu um soquinho no meu braço esquerdo. — E qual é a sua e do vampiro gostosão, heein? 
— Ele não é nada, talvez nunca seja também. — Falei sem esperanças, vendo a cara de decepção de Anastácia.
— Tá bom, depois você me conta mais sobre isso! Eu vou comer, porque faz um tempinho que não ponho nada na boca! — Ela riu e saiu em seguida, com Justin e Alison a seguindo. Essa garota não é normal.

6 comentários?
Meninas! Espero que tenham gostado do capítulo ;) Estão odiando a Kathetine, né? Haha, e o que acharam da nova personagem? Beeeijos
Isa 

6 comentários:

  1. nao eh normal mesmoooooooooo!
    escolheu mto bem a candice accola!
    ADOREI!
    BJOES
    LU

    ResponderExcluir
  2. Eu estou amando !! Leitora nova >.< Kath. transforma logo o Justin e vive feliz para sempre como o Edward e a Bella ..

    3Bjs >.< Continuaaaa ..

    Bjsss

    P.S Seguindo o seu blog, tem como seguir e indicar o meu ?? http://endlesslove-bieber.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa ahhahahaha
    #LeitoraNova# amei ♥

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, isso significa muito para nós!