16 de nov de 2013

Guardian Angel - Segundo Capítulo - Troublemaker

Alice Garcia's POV

Nestes milésimos de segundo que se passaram, eu só conseguia pensar em dizer sim, mas eu acabara de conhecê-lo. Eu deveria me arriscar e ir fundo, ou ser uma garota responsável que dá ouvidos aos bons costumes?
— É uma proposta tentadora, digamos. — a minha vida aqui está tão boa, que prefiro não arriscar.
— Ah, vamos Garcia, eu sei que você quer. — ele falou com uma voz tão sexy!
— Não sei não, hein.
— Te espero na minha casa às 8h.  Até lá, Garcia.
Eu quase tive um ataque quando ele me chamou de Garcia, porque ele tem que ser tão sexy falando meu sobrenome. Melhor eu me acalmar, eu não posso dar para o cara só porque ele é muito sensual. Coloquei meu celular na cabeceira e fui tomar um banho. Me vesti com uma calça de moletom e uma regata, antes mesmo de me jogar na cama e pegar meu celular novamente, recebendo uma mensagem de Justin onde dizia seu endereço. Fiquei fuçando nas minhas redes sociais até adormecer.

Alguns dias depois ...

Falta um dia para a tal festa e bem, não estou ansiosa. Eu não fiz nenhuma amiga de verdade ainda, tem a Violet, que é minha colega na aula de Química, mas não somos melhores amigas. Quem posso dizer que está se tornando meu melhor amigo é Peter, ele é tão querido, eu não entendo como as garotas o desprezam tanto. Ele, apesar de ser mais novo, tem pensamentos tão adultos. Até agora ele sabe de tudo que aconteceu na minha vida. Acho que é o primeiro cara que eu viro amiga sem abrir as pernas para ele antes.

Eu peguei meus materiais no meu armário e estava me dirigindo até a sala de aula, mas alguém me interrompeu. Era uma garota loira, com uma roupa bem, digamos, ousada? Ela usava uma blusa rosa com um super decote, uma calça jeans tão grudada que poderia parar a sua circulação, saltos mais finos do que um fio de cabelo e acessórios azul turquesa. Ela me olhou com desdém e saiu rebolando, ainda por cima bateu com força no meu ombro. Revirei os olhos e continuei andando. Eu realmente não quero lidar com esse tipo de gente aqui. Mal cheguei nesta escola e já tenho pessoas que me odeiam sei lá por qual motivo.

Eu estava olhando para o meu armário tentando decidir o que eu usaria amanhã, chegando a conclusão que eu não tinha nada, fui ao shopping e comprei uma jaqueta vermelha, perfeita. Quem vê pensa que eu sou fútil, mas eu não sou o tipo de pessoa que anda mal-arrumada por aí.

Quando voltei, eu apenas comi um bife, arroz e salada, logo depois subi e fiquei fazendo meu dever. Eu não encontrei Justin após aquele episódio, em que eu caí por cima dele. Fico imaginando como vai ser quando nos vermos de novo.

Eu guardei minha compra e fui para o computador, meu celular vibrou. Era uma mensagem de Peter, ele estava me convidando para ir na casa dele amanhã. Mandei uma de volta, dizendo que estava ocupada, mas que ele poderia vir na minha no dia seguinte.

No mesmo momento eu me lembrei dos livros de literatura que eu deixei no meu armário. Me puni um milhão de vezes por ter esquecido de pegá-los antes de ir embora da escola. Eu teria que buscá-los ou eu iria me ferrar na prova. Eu só não sei como. Coloquei um jeans e apenas um moletom largo por cima da minha regata, ele deixava uma parte do meu ombro aparecendo, já que o tamanho era bem maior que o meu.

Eu estava com medo, mas saí de fininho de casa e fui apressadamente até a escola, por incrível que pareça estava aberta, eu andei até meu armário e peguei meus livros. Estava tudo correndo bem, até que ouvi vozes, eu estava em pânico, não sabia o que fazer, afinal se me pegassem ali seria detenção na certa. E eu estaria muito fodida, pois não faz nem um mês que eu estou aqui. Com certeza, tudo ia desandar e o ciclo se repetiria. Eu tentei virar, mas a única coisa que eu senti foi alguém me segurando, eu ia gritar mas o som foi abafado. Eu não vi nada pois estava tudo escuro, só sei que fui arrastada para algum lugar.

Meu coração batia tão forte que parecia que ia sair pela boca, quando aquelas vozes passaram, fui soltada e na mesma hora eu virei e vi um rosto conhecido a minha frente. Era nada mais nada menos do que Justin. E ele tinha um expressão que não poderia nomear.

— Você está bem? — ele falou como se nada tivesse acontecido, o que me irritou bastante.
— S-se eu estou bem? Você quase me m-matou de susto! — eu ainda estava tremendo, se duvidar lágrimas saiam dos meus olhos. Ele abriu e fechou a boca sem reação, enquanto eu apenas tentava recuperar o oxigênio perdido. Fechei meus olhos tentando me acalmar, mas o que senti a seguir foi muito melhor, seus braços fortes me envolveram e eu pude sentir seu perfume masculino que meu Deus, uma sensação incrível passou pelo meu corpo. Eu acho que estávamos a mais de 2 minutos abraçados, eu ouvindo as batidas de seu coração e ele me abraçando como se o mundo fosse acabar ali e agora. Quando nos soltamos, eu olhei naqueles profundos olhos cor de mel, e sinceramente, me perdi.

— Eu não tive a intenção de te assustar, mas o zelador estava aqui e se ele visse você, com certeza a punição seria grave. Acredite, eu já passei por isso. — ele disse, tranquilizador. Eu assenti, ele saiu por um momento da sala e voltou logo depois com meus livros na mão. — Acho que o zelador nem viu que eles estavam no chão. Espere, você veio sozinha para escola?
— Sim, eu precisava desses livros, ou eu me ferrava na prova amanhã. — eu provavelmente estava igual a um pimentão agora. — Eu tenho que ir, antes que notem que eu saí de casa.
— Nem pensar. — arregalei os olhos levemente com sua atitude. Pensei que ele iria me sequestrar ou alguma coisa parecida. — Eu te acompanho até em casa, você não pode ir sozinha.
— Eu sei me cuidar, eu posso ir. — olhei para baixo um pouco envergonhada.
— Vamos, eu levo você até em casa.

Eu dei um sorriso de canto, e nós fomos indo até minha casa, quando chegamos na frente, eu tentei me despedir de uma forma amigável, mas quando virei novamente para ele, Justin havia sumido e eu estava no modo "loading" tentando entender o que aconteceu. Onde aquele garoto se enfiou, afinal? Resolvi entrar, até porque ninguém fica na rua a essa hora da noite.

Um comentário:

  1. hey amor, pode botar o meu blog (http://fanfics-justinbieber.blogspot.com) no gradget(acho que é assim que se escreve, cghgvb) de divulgação, obg <3333333

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, isso significa muito para nós!